SENTIDO MATERIAL x SENTIDO ESPIRITUAL


SENTIDO MATERIAL

versus

SENTIDO ESPIRITUAL

Dárcio

Se acatarmos radicalmente as Revelações absolutas de Cristo, somente o Paraíso eterno e perfeito será aqui admitido como real e onipresente. O objetivo único desta mensagem é levá-lo a esta percepção!

Mary Baker Eddy, fundadora da Ciência Cristã, disse o seguinte: “As hipóteses humanas primeiramente presumem que a doença, o pecado e a morte sejam reais, e depois presumem que estes males sejam necessários, por terem sido admitidos como reais. Esses veredictos humanos são os causadores de toda discórdia (Ciência&Saúde – p.481).

Que causa “toda discórdia”? Veredictos humanos! Crenças! Crenças falsas! Noções erradas, aceitas coletivamente sobre nós e sobre o Universo! A Sra. Eddy continua: “O sentido material nunca ajuda os mortais a compreenderem o Espírito, Deus. É unicamente pelo sentido espiritual que o homem ama e compreende a Divindade”.

Cristo disse que aqueles que nele cressem não provariam a morte! “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. Precisamos nos dar conta de que vínhamos sendo ILUDIDOS pelo sentido material! Com o sentido espiritual “conhecemos a Verdade”, e sabemos que as hipóteses e veredictos humanos são meramente crenças infundadas! E sabemos que “crer em Cristo”, significa cada um contemplar, em si mesmo, a natureza divina: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”; assumir e discernir esta revelação pelo sentido espiritual!

Enquanto o suposto sentido material vê veredictos humanos, e falsos, o sentido espiritual vê, e na mesma hora e local, nossa identidade gloriosa e perfeita, ou seja, vê Deus sendo quem “somos”! Que lhe cabe fazer? Identificar-se unicamente com o sentido espiritual!

Deixe uma resposta